quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Arqueiro


Um dos posts mais lidos e queridos do blog é aquele que discorre sobre casais que não aconteceram (ele só perde para o post que fala sobre Mary Sues). Os comentários que recebo por lá quase sempre são empolgados e favoráveis aos casais que eu elenquei! Mas, não há dúvida: quem faz mais sucesso são os quase-amantes desafortunados de Os Cavaleiros do Zodíaco e Lost Canvas: Saori e Saga e Sasha e Sísifo. 

Pois bem, graças aos meus delírios românticos, eu tive a sorte de receber de presente um poema da querida e muito talentosa Laís Pazzetti, que descobriu esse bloguinho (agora deveras empoeirado) por meio da postagem referida e, para minha alegria, concorda com minha teoria Saori/Saga ("Sagori"?) e curtiu minha visão sobre Sasha e Sísifo ("Sasífo"? "Sísha"? Acho que é mais difícil nomear esse ship!). Pedi autorização à Laís para postar o poema, que ficou lindo, por aqui, e ela me autorizou, já que, segundo ela, foi por causa do meu despretensioso post que o texto lindo dela nasceu. Sem mais delongas, vamos a ele... façam o favor de suspirar e babar comigo. 

***

Arqueiro

Oh, arqueiro alado,
Para onde aponta tua flecha dourada?
Para o mal que ameaça tua deusa,
Ela, tua deusa adorada.

Que não fizeste para encontrá-la?
Que não farias para defende-la?
Teu sangue, tua vida, são para ela,
E que não darias para merece-la?

O amor dela é a tua esperança,
E de todos os que lutam contigo.
É luz que mesmo à distância assombra,
E que faz pálido o perigo.

No entanto, tua alma se aflige desde o dia
Em que menina a tomaste pela mão.
Da infância tiveste que separá-la,
E por isso pesa teu coração.

As trevas te reclamaram,
Ela entretanto não o permitiu,
Guiou-te para a luz mais forte,
E teu destino em clareza se abriu.

Já não tens medo ou angústia,
E partes para a guerra há muito pressentida.
Sabes que agora vem a batalha mais dura,
Aquela que reclama a tua vida.


Eis que chega a hora fatal,
E por fim, te fazem cair.
Tua flecha já não reluz no arco,
Não pode mais o inimigo ferir.

Tua força já te deixa,
O mundo se apaga diante de ti,
Mas tu dizes que não há problema,
Porque teu coração não está aqui.

Oh arqueiro, já não é teu este mundo,
Tombaste na terrível querela,
Mas teu coração, onde está?

Está longe, junto a ela.

(Laís Pazzetti)

***

ESSA ESTROFE FINAL SIMPLESMENTE ME MATA, GAAAAAAAH!!!! Quem leu Lost Canvas lembra do Sísifo falando que o coração dele não está no corpo, está em outro lugar... enfim, deixa eu parar aqui antes que tenha um surto de fofura. Me despeço com um vídeo maravilhoso que vai casar muito bem com o assunto...



domingo, 23 de abril de 2017

Novidades e atualizações

Saudações, pessoas que ainda passam por aqui!

Faz muito tempo que não posto, eu sei, mas estou aqui novamente para informar os possíveis leitores e não dar aquela impressão ruim de blog morto. Porque este bloguinho querido nunca estará morto de verdade. Ele é muito importante para mim e fez/faz parte de algo que é muito forte na minha vida, a escrita e minhas histórias. 

Bem, durante todo esse tempo em que estive "fora", muitas coisas aconteceram. Eu tentei começar um novo blog, o Letras e Lendas, para poder fazer postagens mais aleatórias. Acontece que acabou não dando muito certo. Ele ainda vive, mas confesso que não me animei a continuar porque me acostumei mal com o feedback daqui (maldita compulsão por comentários). Adorei fazer todas as postagens de lá, mas depois de um tempo esfriei.

Fora isso, tive o clássico final de ano com fechamento de bimestre e muito trabalho e correria. Enquanto isso, continuei escrevendo o meu querido Sombra e Sol, que permanece sendo publicado no Wattpad. A história já está completa e estou na metade da continuação, Sangue e Névoa, tendo alguns percalços e dificuldades que sempre aparecem quando preciso fechar uma história. 

Quando fechar Sombra e Sol lá no Wattpad, pretendo compilar os capítulos revisados e fazer uma versão integral para a Amazon. Como pouca gente lê pela plataforma regularmente (leia-se: ninguém XD), acho que seria uma outra forma de divulgar e atrair novos leitores, ou até aqueles que começaram a ler, curtiram, mas não tem paciência ou tempo para continuar seguindo semanalmente. 

Bem, acabado o ano de 2016, começamos 2017, e veio então a senhora novidade: vou ser mamãe ♥. Já estamos, agora, de 18 semanas, esperando uma menina, nossa mui amada Sophia, para setembro. Eu e Odin estamos muito felizes, mas a minha cabeça e a minha disposição mudaram muito. Eu achava que isso aconteceria apenas quando a filhota nascesse, mas não; as prioridades com certeza já são outras, o foco também, e eu, que conseguia produzir um capítulo de algo novo por semana, agora produzo um por mês, e olhe lá. 
(Porque no tempo livre fico lendo sobre maternidade, vendo kit berço, bordado, cueiro, babando nas fotos de ultrassom, desesperando com sintomas normais, perdendo a memória, vomitando arco-íris...).

Claro que Sophia já tem um body do Shun para provar que nasceu gostando de CDZ. 

Ainda assim, logo, quem sabe, terei novidades literárias. No final deste ano sai a Trasgo Ano 1 impressa. Tem conto meu lá, O Vento do Oeste, que creio ser uma das melhores coisas que já consegui produzir em termos literários (e ainda pretendo expandir em um romance, mas isso vai ter que ficar para o futuro, quando Sophia já estiver indo para a escolinha XD). E tem outras coisas estacionadas, mas vamos ver o que virá. 

Bem, é isso, pessoal... estas são as novidades, e espero conseguir voltar aqui algumas vezes antes de setembro (digo espero porque pretendo fazê-lo, mas nunca se sabe...). Um abraço a todos e até breve...